Exclusivo: Apple Pay Cash (pagamentos via iMessage no iOS 11) exigirá documentos do usuário

Uma das novidades apresentadas com o iOS 11 foi o Apple Pay Cash — um novo serviço da Apple que permite aos usuários enviar e receber dinheiro pelo iMessage, que pode ser utilizado posteriormente em lojas físicas por meio do NFC ou até mesmo em sites e aplicativos que são compatíveis com o Apple Pay. Em mais uma matéria de conteúdo exclusivo, o iHelp BR revela os detalhes sobre a configuração do serviço.

O recurso foi brevemente apresentado na WWDC 2017, sem muitas informações até então sobre como realmente funcionará. Nas versões de testes do iOS 11, a função se encontra desabilitada, porém nós descobrimos algumas coisas por meio dos códigos internos da sétima versão beta do iOS 11. Aos que pensavam que a configuração do Apple Pay Cash seria simples, parece que a Apple resolveu dificultar o processo por questões de segurança.

Como é possível ver em várias linhas de códigos, o usuário terá que escanear e mandar para a Apple por meio da câmera do iPhone ou iPad seu documento de identidade com foto. Ao que tudo indica, o cartão de crédito virtual não será liberado na hora. A empresa deve analisar os dados antes de permitir que o recurso seja utilizado.

“Verifique sua identidade para continuar usando o Apple Pay Cash” diz um dos códigos internos do iOS 11. Em outro, “posicione sua licença de motorista ou identidade com foto no quadro [da câmera]”.

A Apple não havia especificado a forma de adicionar dinheiro ao Apple Pay Cash para fazer o envio via iMessage. Nós podemos confirmar que o serviço aceitará cartões de crédito e débito. Porém, por algum motivo, os códigos alertam que “o Apple Pay Cash funciona melhor com um cartão de débito”. Outros códigos dão a entender que utilizar as demais formas de pagamento pode resultar na cobrança de taxas. O usuário também pode adicionar sua conta bancária para sacar o dinheiro recebido via iMessage.

Após ter o cartão virtual gerado, o usuário receberá uma senha (PIN) de quatro dígitos, para os casos em que a máquina de cartão exigir autenticação extra em pagamentos com o NFC — além do Touch ID. Ao enviar dinheiro para alguém no iMessage, o outro usuário deve aceitá-lo ou recusá-lo. Se recusado, o dinheiro volta automaticamente para a conta de quem enviou. Algo que já era esperado e também podemos confirmar: o cartão virtual com dinheiro ficará sincronizado no iCloud entre todos os dispositivos habilitados para o Apple Pay.

Entre várias coisas, os códigos também sugerem que o dinheiro volta para a conta de quem enviou após certo período, no caso da outra pessoa demorar para aceitá-lo. Haverá uma idade mínima exigida para que seja possível utilizar o Apple Pay Cash — que será configurado por meio do ID Apple.

A Apple não disse quando a novidade será disponibilizada para os usuários, mas é provável que isso aconteça logo após o iOS 11 ser lançado oficialmente ao público em meados de setembro. O que sabemos até agora é que o Apple Pay Cash funcionará apenas nos Estados Unidos inicialmente e, considerando as exigências, dificilmente as pessoas de outros países vão conseguir habilitar o serviço por métodos alternativos.

Atualização:

Em nota relacionada, o site MobielKopen descobriu que a Apple registrou recentemente a marca “Apple Pay Cash” na Europa, indicando que o serviço talvez seja expandido para outros países ainda neste ano.

Filipe Espósito

Filipe é o criador do iHelp BR. Sempre fascinado por tecnologia, começou a se interessar pela Apple após ganhar o primeiro iPod touch, em 2007. Com a falta de conteúdos sobre a Apple no Brasil, na época, decidiu abrir o iHelp BR para compartilhar dicas e notícias. Entre seus dispositivos mais recentes estão um iPhone 6 Plus, MacBook Pro de 13 polegadas, Apple Watch Series 2 e os novos AirPods. Atualmente está cursando graduação em Jornalismo.

Publicações Recentes