Firmware do HomePod corrobora rumor sobre reconhecimento facial do iPhone 8 funcionar até com o aparelho “deitado”

Ainda nessa semana, o iHelp BR divulgou com exclusividade que a próxima geração do iPhone deve ser capaz de gravar vídeos na resolução 4K com 60 quadros por segundo. Agora, também nos códigos internos do firmware do HomePod, encontramos algumas referências interessantes que nos lembra de um rumor que surgiu no início de julho: o reconhecimento facial do novo iPhone seria tão avançado que deve funcionar até mesmo com o dispositivo “deitado” em uma mesa, por exemplo.

Códigos internos do iOS.

Outros desenvolvedores já haviam descoberto neste firmware a presença de um novo método de desbloqueio chamado “Pearl“, que seria o novo reconhecimento facial do iPhone 8 (com o codinome interno “D22”). Agora, nós encontramos os códigos “AXRestingPearlUnlock” e “com.apple.acessibility.resting.pearl.unlock“. A palavra em inglês “resting“, no caso, significa “em repouso” ou “deitado”. Curiosamente, o recurso está até categorizado como uma opção de acessibilidade.

Mark Gurman, da Bloomberg, disse em julho:

“A velocidade e a precisão do sensor são o destaque do recurso. Será possível escanear o rosto de um usuário e desbloquear o iPhone dentro de algumas centenas de milissegundos, disse a nossa fonte. Projetado para funcionar mesmo se o dispositivo estiver deitado na mesa, sem ter que ficar perto do rosto. O recurso ainda está sendo testado e pode não aparecer com o novo dispositivo.”

No mesmo artigo, Gurman também menciona que a tecnologia de reconhecimento facial poderia ser utilizada por aplicativos de terceiros, algo que também conseguimos confirmar com o código “APPS_USING_PEAR“, ou algo como “aplicativos que usam o Pearl”.

Códigos internos do iOS.

Observe também outro código curioso: “PEARL_AUTOLOCK“. No caso, “autolock” seria “bloqueio automático”. Não há indícios do que isso significa exatamente, mas, se tratando de reconhecimento facial, podemos imaginar algo como o iPhone bloqueando a tela automaticamente quando identificar um rosto não cadastrado pelo usuário.

Vale reforçar que, apesar de tudo isso ser mencionado no sistema, não necessariamente estará presente na versão do final do novo iPhone — até porque a Apple pode estar apenas testando recursos para os modelos dos próximos anos. De qualquer forma, essa montanha de informações disponibilizadas pelo firmware vazado do HomePod não deixa de ser muito interessante.

A edição especial de 10 anos do iPhone já deve ser anunciada oficialmente em setembro.

Filipe Espósito

Filipe é o criador do iHelp BR. Sempre fascinado por tecnologia, começou a se interessar pela Apple após ganhar o primeiro iPod touch, em 2007. Com a falta de conteúdos sobre a Apple no Brasil, na época, decidiu abrir o iHelp BR para compartilhar dicas e notícias. Entre seus dispositivos mais recentes estão um iPhone 6 Plus, MacBook Pro de 13 polegadas, Apple Watch Series 2 e os novos AirPods. Atualmente está cursando graduação em Jornalismo.

Publicações Recentes