Novo Apple Watch Series 3 tem celular próprio e funciona sem o iPhone por perto

Temos aqui apenas a confirmação de algo muito aguardado e já previsto por várias informações que vazaram nos últimos meses. A Apple anunciou hoje para a imprensa o Apple Watch Series 3, a mais nova geração de seu relógio inteligente. A principal novidade da vez é a “independência” do produto, já que o Watch agora conta com sua própria rede celular para funcionar normalmente sem o iPhone por perto.

Desde o primeiro modelo, uma das principais reclamações dos usuários do Apple Watch é a necessidade de estar sempre com o iPhone para que seja possível utilizar todos os recursos do relógio. Com a versão Series 2, lançada no ano passado, o problema foi parcialmente resolvido com a adição de um GPS próprio. Ainda sim, não havia como utilizar os demais aplicativos sem o celular junto.

Agora, o Apple Watch Series 3 tem seu próprio celular. Dessa forma, o usuário pode enviar e receber mensagens, checar suas redes sociais, ouvir músicas online ou até mesmo efetuar ligações pelo relógio sem estar próximo do iPhone. Apesar de parecer simples na prática, o celular do Apple Watch funciona de uma forma bem diferente.

Você por acaso se lembra do Apple SIM? Aquele chip próprio da Apple que já vem até mesmo embutido dentro dos iPads mais novos? A ideia no Apple Watch Series 3 é basicamente essa e não há entrada para o tradicional chip no Watch. Ao invés disso, o relógio vai utilizar o mesmo número de telefone do iPhone, consequentemente tendo o mesmo pacote de dados e afins.

Enquanto o iPhone do usuário estiver por perto, tudo vai funcionar como sempre: o Apple Watch vai receber os dados do smartphone por meio da conexão Bluetooth. Ao perder a conexão com o iPhone, o relógio automaticamente vai ativar a rede celular, para que você possa continuar utilizando os aplicativos normalmente e sem perder suas ligações ou mensagens.

Como já era de se imaginar, a tecnologia não vai funcionar em qualquer lugar. Por ter o chip embutido e utilizar o mesmo número de celular do iPhone, vai depender das operadoras disponibilizarem o recurso — ou seja, não conte com isso tão cedo no Brasil. Lá fora, as principais operadoras já fecharam acordos com a Apple e vão cobrar uma pequena taxa na fatura do cliente para que ele possa usar o número no Watch e no iPhone simultaneamente.

Além do celular, o Apple Watch Series 3 também conta com sensores de movimento aprimorados, permitindo o acompanhamento de ainda mais tipos de exercícios físicos com mais precisão — algo que já havia sido divulgado com exclusividade pelo iHelp BR. O relógio também conta com o novo processador S3 até 70% mais rápido do que o anterior, permitindo, por exemplo, que a Siri tenha voz no relógio pela primeira vez. O dispositivo também conta com o chip sem-fio W2, que reduz drasticamente o consumo de energia ao utilizar redes Wi-Fi e Bluetooth.

Para não perder o costume, a Apple apresentou também algumas novas cores e pulseiras. Uma delas é a “alumínio dourado” — que parece mais uma mistura do antigo dourado com a cor ouro rosa. O modelo Edition, feito em cerâmica, agora também está disponível na cor cinza. As linhas Hermès e Nike+ também foram renovadas. Há, inclusive, uma versão esportiva da pulseira em “estilo milanês”.

Os tamanhos das caixas ainda são os mesmos: 38 e 42 milímetros. E, assim como os iPads, o Apple Watch Series 3 será vendido em versões com e sem rede de celular.

Nos Estados Unidos, a versão mais barata do Apple Watch Series 3 chega às lojas por 329 dólares. Já para adquirir um modelo com rede celular, o valor sobe para 399 dólares. Todos os modelos disponíveis já podem ser visualizados no site americano da Apple. A pré-venda dos novos relógios começa nesta sexta-feira, dia 15 de setembro, com o início oficial das vendas marcado para 22 de setembro. Ainda não há previsão de chegada ou valores definidos para o Brasil.

Para mais informações em português sobre o Apple Watch Series 3, visite o site oficial da Apple.

Filipe Espósito

Filipe é o criador do iHelp BR. Sempre fascinado por tecnologia, começou a se interessar pela Apple após ganhar o primeiro iPod touch, em 2007. Com a falta de conteúdos sobre a Apple no Brasil, na época, decidiu abrir o iHelp BR para compartilhar dicas e notícias. Entre seus dispositivos mais recentes estão um iPhone 6 Plus, MacBook Pro de 13 polegadas, Apple Watch Series 2 e os novos AirPods. Atualmente está cursando graduação em Jornalismo.

Publicações Recentes