Exclusivo: detalhes sobre a configuração de um novo HomePod com o iOS

Depois de revelarmos vários detalhes sobre a próxima geração do iPhone, agora descobrimos como deve funcionar a configuração inicial do HomePod — o alto-falante inteligente da Apple que chegará às lojas no final deste ano. Curiosamente, essas informações se encontram na sétima versão beta do iOS 11, indicando que a empresa está realmente se preparando para o lançamento do produto e da atualização.

De acordo com algumas imagens que encontramos nos arquivos internos do sistema, o emparelhamento do HomePod (codinome B238) será bem parecido com o dos fones sem fio AirPods. Ao ligar a caixa de som pela primeira vez, o iOS perguntará ao usuário se deseja realizar a configuração com aquele iPhone, iPad ou iPod touch. Ao que tudo indica, não será possível configurar um HomePod pelo Mac ou Apple TV — apesar de ser muito provável que o aparelho funcione normalmente com eles depois.

Em uma outra tela que deve aparecer no iOS, o usuário poderá definir alguns ajustes do HomePod, no mesmo estilo da configuração inicial de um iPhone, iPad ou Apple Watch. A diferença, porém, é que a Siri deve estar presente em quase todo o processo por meio da caixa de som. Alguns códigos internos sugerem que, em determinado momento, a assistente irá soletrar um código no HomePod, que deve ser digitado no iOS para prosseguir com o emparelhamento. O sistema também pode exigir os últimos quatro dígitos do número de série do dispositivo, por questões de segurança.

Assim como a Apple já havia mencionado, será possível configurar mais de um HomePod no mesmo aparelho. Durante a configuração, será necessário confirmar o ID Apple do usuário para a utilização do Apple Music e sincronização das informações do iCloud no HomePod. Ao que parece, não será possível utilizar o alto-falante em contas da Apple que não tenham a autenticação de dois fatores habilitada. Se o recurso Chaves do iCloud (Keychain) estiver desativado, o emparelhamento também não será concluído.

Outro requisito é estar com o iPhone ou iPad conectados em uma rede Wi-Fi durante todo o processo. Mais um possível impedimento: redes sem senha do tipo WPA/WP2 não serão aceitas pelo HomePod.

Assim como no iOS e macOS, o HomePod contará com algumas customizações para a assistente virtual Siri, incluindo a escolha da voz feminina ou masculina. Apesar da Apple já ter mencionado que o HomePod será vendido inicialmente apenas na Austrália, Estados Unidos e Reino Unido, os códigos indicam que o produto deve funcionar em outros idiomas que já contam com a Siri — no caso de quem estiver pensando em importar um.

Em outra parte da configuração, o usuário poderá habilitar o HomePod para gerenciar dispositivos com a tecnologia HomeKit, assim como sincronizar o alto-falante com outros espalhados pela casa, no caso de se ter mais de um. Em vários momentos, encontramos referências ao recurso de acessibilidade VoiceOver, curiosamente, mencionando botões sensíveis ao toque para o controle de reprodução e volume.

Como já era de se esperar, o HomePod eventualmente irá receber atualizações de sistema — processo que também será realizado por meio de um iPhone ou iPad. Há uma opção para instalar novas atualizações automaticamente, assim como a possibilidade de instalar a atualização em apenas um dos HomePods na casa ou em todos de uma vez.

Provavelmente, todos esses detalhes serão confirmados em breve pela própria Apple junto com o anúncio oficial dos novos iPhones — que deve ocorrer já nas próximas semanas. Porém, mais uma vez, não deixa de ser interessante ver como a empresa deixou escapar tantos detalhes assim de um produto que só vai começar a ser vendido em alguns meses.

No início do mês, nós divulgamos com exclusividade que o próximo iPhone deve ser capaz de gravar vídeos em 4K com 60 quadros por segundo, além de outros detalhes sobre a nova tecnologia de reconhecimento facial 3D para autenticação.

Filipe Espósito

Filipe é o criador do iHelp BR. Sempre fascinado por tecnologia, começou a se interessar pela Apple após ganhar o primeiro iPod touch, em 2007. Com a falta de conteúdos sobre a Apple no Brasil, na época, decidiu abrir o iHelp BR para compartilhar dicas e notícias. Entre seus dispositivos mais recentes estão um iPhone 6 Plus, MacBook Pro de 13 polegadas, Apple Watch Series 2 e os novos AirPods. Atualmente está cursando graduação em Jornalismo.

Publicações Recentes